A vida e obra do compositor Flausino Vale pela Dra. Camila Frésca

Nesta entrevista, a Dra. Camila Frésca, pesquisadora e jornalista da Revista Concerto discorre acerca da vida e obra do violinista e compositor brasileiro Flausino Vale. O “Paganini brasileiro”, epíteto criado por Villa-Lobos, foi um instrumentista e compositor incomum. Seus 26 prelúdios para violino solo formam um conjunto sem paralelo na música brasileira, mesclando virtuosismo, originalidade e música brasileira.

A dissertação de mestrado de Camila Frésca foi uma das grandes responsáveis pelo resgate do compositor e do interesse em sua obra. Portanto, não perca esse vídeo: descubra mais sobre este compositor fascinante.

Agradecimentos especiais

À Dra. Camila Frésca tanto pela instigante entrevista quanto pela gentil cessão de imagens do compositor que ilustram este vídeo.

Ao grande violinista e Regente Cláudio Cruz, pela gentil cessão de sua gravação dos prelúdios, realizada pelo selo Clássicos, utilizada nesta entrevista.

Ao Instituto de Artes da Unesp (IA Unesp) que nos apoia cedendo o espaço para a gravação de nossas entrevistas.

Breve Biografia de Flausino Vale

Flausino Vale
O compositor e violinista Flausino Vale

Flausino Vale foi um compositor e violinista mineiro. Nascido em Barbacena em 1894, inicia seus estudos de violino com o tio, tendo terminado esta etapa de sua educação surpreendentemente tocando os 24 caprichos de Paganini. Ainda jovem muda-se para Belo Horizonte para estudar direito, sem jamais abandonar a música. Ainda como músico, Flausino Vale tocou em pequenas formações que incluíram inclusive uma pequena orquestra de cinema mudo. Músico ímpar, de formação pouco ortodoxa, desenvolveu uma técnica de instrumento inovadora, espírito que levou consigo na composição dos 26 prelúdios para violino solo, sua grande obra.

Sem contudo conseguir editar a totalidade das 26 peças, Flausino Vale vai caindo no esquecimento, sendo injustamente apagado da história da música brasileira durante anos. Com a pesquisa de mestrado da Dra. Camila Frésca, uma nova onda de interesse é despertada em torno do compositor, tendo seus prelúdios sido gravados por um grande nome da música erudita brasileira, o violinista e compositor Cláudio Cruz.